A Bíblia é um livro fantástico! É a Palavra de Deus revelada à humanidade (1 Pedro 1:23). Mas não se trata apenas de uma recolha de boas histórias, tampouco um manual contendo algumas regras de conduta ou receitas para se ter uma vida feliz. A Bíblia é o livro de Deus, por meio do qual Ele se deu a conhecer ao mundo, por isso é um livro único. Possui uma riqueza de gêneros e estilos literários e usa a versatilidade humana para transcrever o divino. 

entende o que lê

O que é a Bíblia?

A Bíblia é considerado o Livro dos livros. É uma coletânea composta por 66 livros, divididos em Antigo e Novo Testamentos. O Velho Testamento é formado por 39 livros, que foram escritos em hebraico e aramaico e vai de Gênesis a Malaquias. O Novo Testamento é composto de 27 livros, escrito em grego e aramaico e vai de Mateus até Apocalipse..

A palavra "Bíblia" originou-se a partir do grego, referindo-se a livros. Na antiguidade, o papiro (planta da qual se extraiam as fibras) passou a ser usada para a escrita, no lugar da pedra. Nas folhas criadas a partir do papiro, se escreviam os textos que eram guardados na forma de rolos ou pergaminhos. Cada livro de papiro, em grego, se traduzia por 'biblos', e o plural de 'biblos' era 'bíblia'. Daí originou-se Bíblia, como o conjunto dos livros sagrados.  

Além desse nome é também conhecida como 'Verdade', 'Lei', 'Palavra de Deus', 'Sagradas Escrituras', 'Evangelho', 'Mandamentos' e outros. Trata-se de uma incomparável coleção de livros, por meio do qual Deus dá informações importantes sobre Si mesmo, seus feitos, seu propósito e sobre toda a humanidade: quem nós somos, de onde viemos e para onde vamos. 

Como a Bíblia foi escrita?

A Bíblia foi escrita ao longo de mais ou menos 1.600 anos (de 1500 a.C. a meados de 100 d.C.) em línguas diferentes, por aproximadamente 40 autores, em épocas diferentes, com estilos e gêneros literários variados. Além disso, podemos usufruir de toda a riqueza de figuras, histórias, poesias, ilustrações, parábolas e uma vasta quantidade de personagens históricos que inspiram a fé, a compreensão e o ensino da justiça de Deus através das sagradas letras.

Apesar de toda essa diversidade, todos os livros testificam na sua unidade sobre o Salvador da humanidade, o Senhor Jesus Cristo. De Gênesis a Apocalipse, a Bíblia aponta para Deus, na pessoa de Cristo. Não bastasse tudo isso, todos os seus leitores podem se beneficiar de uma experiência pessoal, única e transformadora do contato e conhecimento advindos dela...

As Sagradas Escrituras testemunham que é a Palavra inspirada por Deus, e serve como instrumento para se dar a conhecer ao homem:

Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção e para a instrução na justiça.

2 Timóteo 3:16

Você compreende a Bíblia?

Embora a Bíblia seja o livro mais lido e vendido no mundo, muitos a leem e citam-na sem ao menos compreenderem a sua mensagem central. Para entendermos o conteúdo da Bíblia é preciso examiná-la cuidadosamente.  Além disso, é preciso ter em mente que toda a sua mensagem aponta para a pessoa de Jesus Cristo.

Bíblia - examinai Escrituras

Tema Central:

As Sagradas Escrituras não são sobre você ou sobre grandes heróis da História, importantes pelos seus feitos. A Bíblia tem um tema central, para o qual tudo converge e que consiste em uma pessoa: Jesus Cristo. Desde Gênesis até Apocalipse todos os livros apontam para Deus, na pessoa de Jesus Cristo, o autor da Salvação dos homens (Lucas 24:27, 44-45; Atos 10:43). Fora dele não há vida eterna. Personagens e histórias serviram como sombras ou figuras ilustrativas do amor de Deus, da vida e da obra do Senhor Jesus.

Períodos e eventos principais:

Princípios - (Gênesis 1 a 11)

  • A vida de Adão
  • Queda e a corrupção humana
  • Povos dispersos pelo mundo

Período Patriarcal -  (Gênesis 12 a Deuteronômio 34)

  • O chamado de Abraão
  • A família de Jacó vai para o Egito
  • Moisés e o êxodo do Egito 

Período Teocrático - (Josué 1 a 1 Samuel 9)

  • Entrada na terra prometida
  • O líder Josué 
  • Liderança dos Juízes

Período Monárquico - (1 Samuel 10 a 2 Cônicas, profetas Isaías, Joel, Jonas, Oséias, Miquéias, Amós, Naum, Jeremias 1-38)

  • Período do Reino Unido: Saul, Davi e Salomão
  • Período dos reinos divididos: Reino de Israel e Reino de Judá
  • Israel se afasta do Senhor, profecias e advertências 

Período de dominação estrangeira - (Jeremias 39, Lamentações, Sofonias, Habacuque, Obadias, Daniel, Ezequiel)

  • O cativeiro de Israel e de Judá
  • Profecias e profetas

Período Pós-exílio - (Esdras, Ester, Neemias, Ageu, Zacarias, Malaquias)

  • O regresso de Esdras e Neemias - reparação do muro
  • Reconstrução do templo
  • Últimos episódios da história do AT

Período de Intervalo entre AT e NT

  • Império Persa
  • Conquista grega de Alexandre Magno - gatilho para a tradução do AT para o grego
  • Tradução da Septuaginta (250 a.C.) e livros apócrifos (escritos entre 300 a.C. e 4 d. C)
  • Período dos Macabeus - rebeliões e independência

Período Romano - (Mateus a Apocalipse)

  • História do NT 
  • Nascimento, vida e obra, morte e ressurreição de Jesus 
  • Igreja primitiva, obra dos apóstolos de Cristo
  • Conversão de Paulo, viagens missionárias, prisão
  • Jerusalém é destruída, fim do estado judaico
  • Perseguição aos Cristãos
  • Morte de João e fim da era apostólica

Revelação Progressiva:

As Sagradas Escrituras traduzem a revelação progressiva de Deus ao longo dos tempos. Gradualmente Deus promulgou a sua Lei divina:

  1. através da natureza (Salmos 19:1-6),
  2. na consciência humana (Romanos 2:15),
  3. nas tábuas de pedra (Êxodo 24:12),
  4. através do Antigo Testamento - Lei e os profetas (Romanos 15:4; João 1:45)
  5. por meio da encarnação da verdade, em Jesus Cristo, a Palavra viva (João 1:14),
  6. através de todas as Escrituras Sagradas, as quais compõem o texto escrito completo - AT e NT (1 Pedro 1:8-12),
  7. tem sido inscrita nos corações dos crentes (Hebreus 8:10)
  8. os cristãos por todo mundo declaram a Lei de Deus, como cartas vivas (2 Coríntios 3:2-3)

Visão geral da Narrativa Bíblica:

Podemos entender a Bíblia como uma grande narrativa que possui um enredo central e outras histórias secundárias que servem de imagens ou figuras para apontar para o núcleo principal: A grande história de Deus e seu amor pelos homens.

resumo.História.Bíblia

  1. O Deus único, todo poderoso (Pai, Filho e Espírito Santo) criou todo o universo para a sua glória. O clímax da Sua criação foi o ser humano, o único dos seres a quem Deus fez semelhante a Si mesmo, objetivando amar e manter comunhão com ele. Deus reina sobre toda a criação. O homem foi dotado de muitas capacidades e dons, sendo um deles a possibilidade de governar a terra e de expressar sua livre vontade.
  2. O homem decide rejeitar a Deus e à Sua Palavra. Ao desobedecê-lo, o ser humano despreza todo o amor e comunhão que Deus, o seu criador, lhe tinha proporcionado.
  3. Quando rejeitou a Deus, o homem aceitou a influência maligna e perdeu a sua conexão com Deus, a fonte de vida, luz, verdade e amor. A partir daí, passou a viver à sua própria maneira, em constante erro, subjugado pelo mal. Perdeu o domínio próprio, já não pode liderar bem a terra, nem a sua própria vida.
  4. O homem agora é governado pelo pecado e, sem a vida de Deus, está sujeito à morte. Necessita de um Salvador. Cada vez mais degenerado, o homem tornou-se escravo do pecado. Por mais que tente, pelos seus próprios meios é incapaz de ter vida espiritual e se reconciliar com Deus. A morte é o seu destino certo.
  5. Mas Deus ama o homem e tem misericórdia da sua condição deplorável. Ele decide resgatar aos que confiam no seu amor leal e na Sua Palavra. Para isso Ele envia ao seu próprio Filho para morrer na cruz e perdoar os pecados. 
  6. A Palavra viva se fez carne e habitou em nosso meio, vivendo como nós mas sem pecar. Ele sim, pôde satisfazer a Deus plenamente sem ofendê-lo. Jesus Cristo é solução de Deus para o problema insolúvel do homem. O próprio Rei dos reis veio restabelecer a comunhão entre Deus e os homens.
  7. A Bíblia Sagrada revela-nos o plano de salvação e o propósito de Deus para resgatar os perdidos. Por meio da Palavra de Cristo, o homem pode receber uma Nova Vida, pela fé. Se buscar conhecer e confiar na Verdade, será liberto da escravidão do pecado e poderá cumprir tudo que Jesus Cristo ensinou por meio das Escrituras.
  8. O homem precisa aceitar novamente o governo de Deus sobre a sua vida. Só assim poderá restabelecer a comunhão que existia no princípio de tudo e viver eternamente com o Senhor. Isso só irá acontecer se der ouvidos à Palavra de Deus e aceitar que ela dirija a sua vida, mediante a fé em obediência. Para alcançar a salvação é fundamental aceitar a obra redentora de Cristo e crer que a Palavra de Deus é a verdade. Ao recebê-la, a Palavra de Cristo passa a habitar no crente através do Espírito Santo.

Veja aqui: Os principais ensinamentos da Bíblia

A importância da Bíblia para a sua vida: 

A sua relevância para a humanidade não é simplesmente histórica ou literária, mas principalmente espiritual, com repercussões eternas. A Bíblia é útil para nos ensinar como:

  • Amar a Deus (Deuteronômio 6:4-9)
  • Obter poder de Deus para ser salvo (Romanos 1:16)
  • Ser limpos (ter o interior restaurado) através da Palavra (João 15:3)
  • Ser instruído e advertido através de diferentes experiências humanas (1 Coríntios 10:11)

Mas a principal utilidade das Sagradas Escrituras é dar-nos conhecimento da vida eterna e conduzir-nos, todos pecadores sem esperança, ao Senhor, Deus da Bíblia. Por meio dela podemos conhecer que o caminho que nos conduz ao Pai é Jesus Cristo (João 14:6). E é pela fé que temos acesso a essa graça concedida em Jesus. Contudo, só podemos crer genuinamente, se recebermos (ouvir, ler, meditar, aprender) a Palavra de Deus: 

Consequentemente, a fé vem por se ouvir a mensagem, e a mensagem é ouvida mediante a palavra de Cristo.

Romanos 10:17

Através da fé, conhecimento e prática da Bíblia também podemos alcançar outros inúmeros benefícios:

  • Resistência contra o pecado (Salmos 119:11)
  • Ser santificado (João 17:17)
  • Obter libertação (João 8:32)
  • Purificação para a vida (Salmo 119:9)
  • Arma poderosa (Efésios 6:17)
  • Ter esperança (Romanos 15:4)

Quando cremos na Bíblia Sagrada e fazemos dela a nossa única base de fé e prática, recebemos em Jesus não somente a vida eterna, mas também direção de Deus para a vida diária por meio do conhecimento da sua Palavra e da ação do Espírito Santo em nós. 

Saiba mais sobre os Livros da Bíblia