Quem foi Salomão?


Salomão foi um grande rei em Israel, conhecido por sua grandíssima sabedoria, riquezas e fama, mas também pela sua insensatez e más decisões no fim da vida. Foi o terceiro na linhagem dos reis de Israel e governou todo o país durante 40 anos, no período subsequente ao reinado de Davi. Salomão foi o filho que Davi teve com Bate-Seba.

Os registros da sua história constam no 1º livro de Reis (cap.1 a 11) e nos dois livros de Crônicas. Foi o autor do Livro de Provérbios, de Eclesiastes, do Cântico dos Cânticos e alguns salmos (72 e 127). Salomão também foi mencionado pelo Senhor Jesus em seus ensinamentos, em duas ocasiões (Mateus 6:29; 12:42).

Os primeiros anos do seu reinado foram marcados pelo(a):

  • seu sincero pedido por sabedoria - O pedido a Deus por discernimento para governar o povo de Israel resultou em grandes bençãos para Salomão.
  • construção do templo - Edificou o templo em honra ao Senhor, onde daria lugar à arca da aliança.
  • seu sábio juízo - Salomão governava sabiamente com justiça, como pôde se comprovar no caso do bebê e as prostitutas (1º Reis 3:16-28).
  • sua extraordinária sabedoria - Deus dotou-o com grande inteligência, razão, ciência e compreensão sobre tudo, compôs milhares de provérbios e cânticos, discorreu sobre flora e fauna, etc.
  • sua ascensão e grande domínio (1º Reis 4:21)
  • sua aliança com o Senhor (1º Reis 9)
  • sua excelente fama - muitos eram enviados por reis de toda a terra para visitar e consultar a Salomão, dentre eles a rainha de Sabá.
  • esplendor da sua corte e de seus palácios - além do templo, Salomão também construiu o palácio real, outros edifícios, cidades, naus e muitos utensílios e artefatos artísticos e bélicos.

Porém os últimos anos do reinado de Salomão foram marcados por fracasso e grande decadência:

  • a nível moral - Salomão esbanjava lascívia e sensualidade: casou-se com 1000 mulheres estrangeiras.
  • a nível político - para consolidar o seu poder, Salomão fez acordos políticos e comerciais com povos e nações pagãs; também impôs altos tributos ao povo, a fim de custear suas construções e seu luxo extravagante (1º Reis 12:4).
  • a nível espiritual -  desobedeceu a Lei, não guardou a aliança com o Senhor, foi permissivo ao se aliar a povos idólatras e se casar com mulheres que lhe perverteram o coração, seguiu outros deuses, construiu e adorou em outros santuários desviando-se do Deus verdadeiro. Com essa atitude, Deus permitiu que inimigos se levantassem contra Salomão.

Depois de reinar quarenta anos sobre Israel, Salomão morreu e seu filho Roboão o sucedeu. Por causa de seu pecado e de seu afastamento de Deus, o reino foi dividido e somente a tribo de Judá continuaria a ser liderada pela dinastia de Davi. As demais tribos de Israel (reino do Norte) se rebelaram contra o seu sucessor e elegeram outro rei para si.

Versículos sobre Salomão na Bíblia

Depois Davi consolou sua mulher Bate-Seba e deitou-se com ela, e ela teve um menino, a quem Davi deu o nome de Salomão. O Senhor o amou e enviou o profeta Natã com uma mensagem a Davi. E Natã deu ao menino o nome de Jedidias.
2 Samuel 12:24-25

Salomão reinou quarenta anos em Jerusalém sobre todo o Israel. Então descansou com os seus antepassados e foi sepultado na Cidade de Davi, seu pai. E o seu filho Roboão foi o seu sucessor.
1 Reis 11:42-43

À medida que Salomão foi envelhecendo, suas mulheres o induziram a voltar-se para outros deuses, e o seu coração já não era totalmente dedicado ao Senhor, o seu Deus, como fora o coração do seu pai, Davi.
1 Reis 11:4

Dá, pois, ao teu servo um coração cheio de discernimento para governar o teu povo e capaz de distinguir entre o bem e o mal. Pois quem pode governar este teu grande povo?" O pedido que Salomão fez agradou ao Senhor.
1 Reis 3:9-10

Deus deu a Salomão sabedoria, discernimento extraordinário e uma abrangência de conhecimento tão imensurável quanto a areia do mar. A sabedoria de Salomão era maior do que a de todos os homens do oriente e do que toda a sabedoria do Egito.
1 Reis 4:29-30

Ele era mais sábio do que qualquer outro homem, mais do que o ezraíta Etã; mais sábio do que Hemã, Calcol e Darda, filhos de Maol. Sua fama espalhou-se por todas as nações em redor.
1 Reis 4:31

Ele compôs três mil provérbios, e os seus cânticos chegaram a mil e cinco. Descreveu as plantas, desde o cedro do Líbano até o hissopo que brota nos muros. Também discorreu sobre os quadrúpedes, as aves, os animais que se movem rente ao chão e os peixes.
1 Reis 4:32-33

Homens de todas as nações vinham ouvir a sabedoria de Salomão. Eram enviados por todos os reis que tinham ouvido falar de sua sabedoria.
1 Reis 4:34

E Salomão governava todos os reinos, desde o Eufrates até a terra dos filisteus, chegando até a fronteira do Egito. Esses reinos traziam tributos e foram submissos a Salomão durante toda a sua vida.
1 Reis 4:21

"E o Senhor cumpriu a sua promessa: Sou o sucessor de meu pai, Davi, e agora ocupo o trono de Israel, como o Senhor tinha prometido, e construí o templo em honra ao nome do Senhor, o Deus de Israel.
1 Reis 8:20

A rainha de Sabá soube da fama que Salomão tinha alcançado, graças ao nome do Senhor, e foi a Jerusalém para pô-lo à prova com perguntas difíceis. Quando chegou, acompanhada de uma enorme caravana, com camelos carregados de especiarias, grande quantidade de ouro e pedras preciosas, fez a Salomão todas as perguntas que tinha em mente. Salomão respondeu a todas; nenhuma lhe foi tão difícil que não pudesse responder. Ven­do toda a sabedoria de Salomão, bem como o palácio que ele havia construído, o que era servido em sua mesa, o alojamento de seus oficiais, os criados e os copeiros - todos uniformizados - e os holocaustos que ele fazia no templo do Senhor, a visitante ficou impressionada. Então ela disse ao rei: "Tudo o que ouvi em meu país acerca de tuas realizações e de tua sabedoria é verdade. Mas eu não acreditava no que diziam, até ver com os meus próprios olhos. Na realidade, não me contaram nem a metade; tu ultrapassas em muito o que ouvi, tanto em sabedoria como em riqueza. Como devem ser felizes os homens da tua corte, que continuamente estão diante de ti e ouvem a tua sabedoria! Bendito seja o Senhor, o teu Deus, que se agradou de ti e te colocou no trono de Israel. Por causa do amor eterno do Senhor para com Israel, ele te fez rei, para manter a justiça e a retidão". E ela deu ao rei quatro mil e duzentos quilos de ouro e grande quantidade de especiarias e pedras preciosas. Nunca mais foram trazidas tantas especiarias quanto as que a rainha de Sabá deu ao rei Salomão.
1 Reis 10:1-10

Gen­te de todo o mundo pedia audiência a Salomão para ouvir a sabedoria que Deus lhe tinha dado. Ano após ano, todos os visitantes traziam algum presente: utensílios de prata e de ouro, mantos, armas e especiarias, cavalos e mulas.
1 Reis 10:24-25

Salomão juntou carros e cavalos; possuía mil e quatrocentos carros e doze mil cavalos, dos quais mantinha uma parte nas guarnições de algumas cidades e a outra perto dele, em Jerusalém. O rei tornou a prata tão comum em Jerusalém quanto as pedras, e o cedro tão numeroso quanto as figueiras bravas da Sefelá. Os cavalos de Salomão eram importados do Egito e da Cilícia, onde os fornecedores do rei os compravam. Importavam do Egito um carro por sete quilos e duzentos gramas de prata, e um cavalo por um quilo e oitocentos gramas, e os exportavam para todos os reis dos hititas e dos arameus.
1 Reis 10:26-29

E Salomão reconstruiu Gezer. Ele construiu Bete-Horom Baixa, Baalate, e Tadmor, no deserto dessa região, bem como todas as cidades-armazéns e as cidades onde ficavam os seus carros de guerra e os seus cavalos. Construiu tudo o que desejou em Jerusalém, no Líbano e em todo o território que governou. Salomão recrutou para o trabalho forçado todos os não israelitas, descendentes dos amorreus, dos hititas, dos ferezeus, dos heveus e dos jebuseus, que não tinham sido mortos pelos israelitas, e esses povos continuam nesse trabalho até hoje. Mas Salomão não obrigou nenhum israelita a trabalhos forçados; eles eram seus homens de guerra, seus capitães, os comandantes dos seus carros de guerra e os condutores de carros. Também eram israelitas os principais oficiais encarregados das construções de Salomão: quinhentos e cinquenta oficiais que supervisionavam os trabalhadores.
1 Reis 9:17-23

O rei Salomão fez duzentos escudos grandes de ouro batido, utilizando três quilos e seiscentos gramas de ouro em cada um. Tam­bém fez trezentos escudos pequenos de ouro batido, com um quilo e oitocentos gramas de ouro em cada um. O rei os colocou no Palácio da Floresta do Líbano. O rei mandou fazer ainda um grande trono de marfim revestido de ouro puro. O trono tinha seis degraus, e o seu encosto tinha a parte alta arredondada. Nos dois lados do assento havia braços, com um leão junto a cada braço. Havia doze leões nos seis degraus, um em cada ponta de cada degrau. Nada igual havia sido feito em nenhum outro reino. Todas as taças do rei Salomão eram de ouro, bem como todos os utensílios do Palácio da Floresta do Líbano. Não havia nada de prata, pois a prata quase não tinha valor nos dias de Salomão.
1 Reis 10:16-21

O rei Salomão amou muitas mulheres estrangeiras, além da filha do faraó. Eram mulheres moabitas, amonitas, edomitas, sidônias e hititas. Elas eram das nações a respeito das quais o Senhor tinha dito aos israelitas: "Vocês não poderão tomar mulheres dentre essas nações, porque elas os farão desviar-se para seguir os seus deuses". No entanto, Salomão apegou-se amorosamente a elas. Casou com setecentas princesas e trezentas concubinas, e as suas mulheres o levaram a desviar-se.
1 Reis 11:1-3

Estes são os provérbios de Salomão, filho de Davi, rei de Israel.
Provérbios 1:1

Cântico dos Cânticos de Salomão.
Cânticos 1:1

A rainha do Sul se levantará no juízo com esta geração e a condenará, pois ela veio dos confins da terra para ouvir a sabedoria de Salomão, e agora está aqui o que é maior do que Salomão.
Mateus 12:42

Certo dia duas prostitutas compareceram diante do rei. Uma delas disse: "Ah meu senhor! Esta mulher mora comigo na mesma casa. Eu dei à luz um filho e ela estava comigo na casa. Três dias depois de nascer o meu filho, esta mulher também deu à luz um filho. Estávamos sozinhas; não havia mais ninguém na casa. "Certa noite esta mulher se deitou sobre o seu filho, e ele morreu. Então ela se levantou no meio da noite e pegou o meu filho enquanto eu, tua serva, dormia, e o pôs ao seu lado. E pôs o filho dela, morto, ao meu lado. Ao levantar-me de madrugada para amamentar o meu filho, ele estava morto. Mas, quando olhei bem para ele de manhã, vi que não era o filho que eu dera à luz". A outra mulher disse: "Não! O que está vivo é meu filho; o morto é seu".
Mas a primeira insistia: "Não! O morto é seu; o vivo é meu". Assim elas discutiram dian­te do rei. O rei disse: "Esta afirma: 'Meu filho está vivo, e o seu filho está morto', enquanto aquela diz: 'Não! Seu filho está morto, e o meu está vivo' ". Então o rei ordenou: "Tragam-me uma espada". Trouxeram-lhe. Ele ordenou: "Cortem a criança viva ao meio e deem metade a uma e metade à outra". A mãe do filho que estava vivo, movida pela compaixão materna, clamou: "Por favor, meu senhor, dê a criança viva a ela! Não a mate!"
A outra, porém, disse: "Não será nem minha nem sua. Cortem-na ao meio!" Então o rei deu o seu veredicto: "Não matem a criança! Deem-na à primeira mulher. Ela é a mãe". Quando todo o Israel ouviu o veredicto do rei, passou a respeitá-lo profundamente, pois viu que a sabedoria de Deus estava nele para fazer justiça.
1 Reis 3:16-28

"Por que vocês se preocupam com roupas? Vejam como crescem os lírios do campo. Eles não trabalham nem tecem. Contudo, eu digo que nem Salomão, em todo o seu esplendor, vestiu-se como um deles. Se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada ao fogo, não vestirá muito mais a vocês, homens de pequena fé?
Mateus 6:28-30